Tendo em conta os princípios orientadores e os objectivos traçados, empenhar-nos-emos em criar condições para a constituição de um corpo docente de qualidade, com programas de pós-graduação. Serão desenvolvidas temáticas que preparem os assistentes (licenciados e/ou mestres) para uma docência que responda aos reptos do novo paradigma. Nesse sentido, prevê-se ainda para o 2º semestre do anos académico de 2017 os seguintes módulos, a implementar cronologicamente conforme as necessidades diagnosticadas.



A melhoria da prática docente pelo recurso à metodologia didáctica, com base na investigação e mudança curricular, visando o desenvolvimento de competências e a autonomia dos professores. Da reflexão sobre as limitações e condicionantes da metodologia didáctica à investigação-acção (diferentes enfoques, metodologia e fases), pelo recurso ao uso das técnicas e instrumentos de investigação educativa no desenvolvimento do currículo na aula (diários, entrevistas, observação, recolha de dados, análise e elaboração de informativos na investigação-acção).

O desenvolvimento curricular: (i) bases da planificação docente; (ii) factores que afectam a planificação; (iii) modelos e estratégias de planificação; (iv) a planificação como competência docente. Análise da situação e estabelecimento de prioridades e objectivos formativos. Os conteúdos formativos no currículo: (i) natureza; (ii) criteriosa de selecção; (iii) modalidades de sequenciação. Atenção à diversidade e à prática curricular – flexibilização curricular e estratégias de abordagem da diversidade. O meio como contexto. Processos de inovação.

Construção do conhecimento sobre o ensino e tomada de consciência de um posicionamento individual no que concerne o processo ensino-aprendizagem de uma determinada matéria /área científica. O ensino como objecto de investigação, tendo em vista o traçar de directrizes orientadoras da práxis lectiva.